quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

As prendas

1. "(...) As prendas de Natal não cabiam em três salas. Era sempre a mesma coisa, mas, para mim, era absolutamente indiferente quem me estava a dar a prenda. (...) Nunca comprei uma caneta ou um relógio, mas nunca me senti minorado na minha honestidade por causa disso."

São declarações do ex-Presidente da República, Drº Jorge Sampaio, que ontem fez questão de comparecer pessoalmente no Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa, como disse aos mass media, para defender o amigo José Penedos.

2. "Vim atestar o alto valor moral e a grande capacidade técnica de José Penedos", arguido no processo Face Oculta.

(Recordando: José Penedos é acusado de dois crimes de corrupção e dois de participação económica em negócio por casos que envolvem o seu filho, Paulo Penedos, e negócios com o empresário de Ovar Manuel José Godinho)

Aqui

Já Emile Zola exclamava: "Que patifes, as pessoas honestas"!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Interessante explicação acerca de moral e ética