terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Será que o Bloco apunhalou, à falsa fé, o candidato Manuel Alegre, ao ser o primeiro, e para já o único, a vir publicamente manisfestar o apoio? E, nesse caso, fê-lo de forma dolosa ou negligente ou nem uma coisa nem outra?
Pelo menos, parece pacífico, que colocou o PS temporariamente contra as cordas, a correr contra o relógio e a falarem a várias vozes. E, nesse caso, a guerra não era com o candidato? À espera do próximo capítulo.

3 comentários:

  1. Boa noite.

    Politiquices, meu caro. Logo arranjam uma maneira de dar a volta a isso.

    Passei por aqui e gostei. Fiz registo e vou adiciona-lo, porque me pareceu que vale a pena le-lo.

    Um abraco, Francisco.

    ResponderEliminar
  2. Claro, politiquices, meu amigo Francisco. E são eles que percebem de golpes e contra-golpes, mas no fim, terminam todos de braço dado.

    ResponderEliminar
  3. A)- meus sinceros parabéns pelo conteúdo do teu blog e pelo profundo senso crítico na abordagem dos temas, com o que me identifico pessoalmente;

    B)- agradeço a generosidade do teu comentário postado em meu blog de assuntos ecológicos www.antesqueanaturezamorra.blogspot.com;

    C)- a mim causaria muita alegria se também desses uma lida no blog onde posto meus artigos, poemas, crônicas, fotos, vídeos, etc... : www.professorpizarro.blogspot.com;

    D)- colocarei teu blog entre meus favoritos para consultá-lo e saber das coisas do nosso mui grande e valeroso Portugal, especialmente Coimbra.

    E)- que Deus te dê glória alta e compreensão entre os homens !

    James Pizarro

    ResponderEliminar

Interessante explicação acerca de moral e ética