terça-feira, 16 de novembro de 2010

Dividir para reinar


Foi um espectáculo deplorável, o que os candidatos a bastonário da Ordem dos Advogados nos ofereceram ontem no programa, Prós e Contras, na RTP1.

Ao discurso planfetário de um - que não parece advogado, pois fala de tudo menos da sua classe, incendeia quando deve apaziguar e maltrata quado deve defender - opunham-se outros amorfos, polidos mas monocórdicos.

A imagem que perpassou foi a da divisão dos advogados. O propósito vincado foi o de nos quererem pôr uns contra os outros, a desconfiar uns dos outros.

Temo que se Marinho e Pinto voltar a ganhar, a guerrilha interna continuará sem tréguas, em estéreis lutas intestinas. Continuaremos sem orçamento aprovado e com os Conselhos Distritais na linha da extinção ou esvaziamento.

Que poderes e interesses se movem? Quem lucra e continuará a lucrar, independentemente do novo BOA, estão há muito identificados. E não é minando por dentro que o mel deixará de lhes chegar.

Estamos precisados de Paz.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Interessante explicação acerca de moral e ética