quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

poupança ambiental

Condução ecológica
O Instituto da Mobilidade e Transportes Terrestres veio dizer que a eco-condução, baseada em práticas económicas e ambientalmente sustentáveis, como conduzir a uma velocidade constante, respeitar os limites de velocidade, desligar o motor numa paragem mais prolongada ou usar a relação de caixa de velocidades mais alta possível, ainda não está interiorizada pelos condutores.

Pois é, as obrigações ambientais tendem a crescer, já não chegando a opção pelo transporte público, por isso, se vai no seu 4 rodas, então retire o pé do acelerador, convide os vizinhos para o lotar e, sempre, mande às malvas os carrões, escolha veículos pequenos, tipo bolinhas e, claro, utilizando as energias limpas.

4 comentários:

  1. Cá estou eu Manuel Afonso, não o tenho visto lá pelos meus sítios, o problema comigo é sempre o mesmo, pouco tempo para tantos seguidores!...
    Boa achega esta, esperemos que as pessoas adiram.
    Eu só uso o carro, mesmo com absoluta necessidade, eu nem gosto de conduzir!...Além disso só me sugerem fazer caminhadas e é o que eu faço!...
    Um abraço,
    Manuela

    ResponderEliminar
  2. Achei piada ao "bolinhas"
    Cá p´ra mim não vai "pegar"
    Quem tiver um bom carrão
    Nunca o vai abandonar...

    Mudando de assunto, porque hoje é o dia que mais gosto no ano, partilhei assim com os meus amigos:
    Fico diferente no dia dos meus anos. quem me conhece sab eque fui sempre assim. talvez por tanto amar a vida...

    Ah! Ah! Ah!

    Já estou a fazer anos!!!!!!!!!!


    Livre-se……….. Alguém…………. De me estragar este dia…

    Que vai ter!……… Grande arrelia.

    Hoje é dia dos meus anos
    Fui eu que o escolhi
    Há uns “anitos” atrás
    Queria nascer! E zás…
    De minha mãe eu saí

    É meu e ninguém mo tira
    Gosto mesmo deste dia
    Não me importa a idade
    Já vivi a mocidade
    Continuo com alegria

    Embora com problemas
    Digo alegria sim!
    Porque gosto de viver
    Continuando a aprender
    No que a vida trás p´ra mim
    BJO
    Áurea

    ResponderEliminar
  3. Viva áurea,
    Essa alegria de viver não tem preço. Não deve nunca ser abandonada. É contagiante para os amigos e para os que nos rodeiam. Eu fico feliz por essa alegria e fico ainda mais contente por não só persistir no dia dos anos, mas ser mesmo o dia mais feliz.
    Eu, geralmente, fico meio deprimido nesse dia, apesar da maior proximidade dos amigos e família.
    BOM, MAS O QUE INTERESSA É MESMO DESEJAR UM EXCELENTE DIA DE ANOS, COM MUITOS MIMINHOS, PRENDINHAS E FELICIDADE.
    PARABÉNS.

    ResponderEliminar
  4. Muito, muito obrigado...Já agora!!Participou, como júri,no concurso de Literatura Infato-Juvenil do Centro Cultural Alto Minho?
    Eu participei com uma história que escrevi.
    já saíram os resultados e um dos elementos do júri chama-se Manuel Afonso. Achei interessante e será que é mesmo????
    Aguardo resposta.
    BJO

    ResponderEliminar

Interessante explicação acerca de moral e ética