quinta-feira, 8 de outubro de 2009

A propósito da justiça


Não há Justiça sem Anões!!

Não há Justiça sem Anões!!, da autoria de J. Mário Teixeira. A sessão de lançamento será na livraria FNAC do NorteShopping, no dia 13 de Outubro de 2009, às 21h30.

"Esta obra, finalmente descensurada, serve-se da paródia para alcançar um nobre e antigo propósito: o de "castigar os costumes pelo riso". A trama conduz-nos, nos caminhos sinuosos da sátira, à cáustica e desconcertante percepção crítica, onde a diminuta condição física dos heróis - Prof. Legal e o seu Assistente - é um recurso estilístico para a representação alegórica do inconformismo contra os tiques da pequenez e da arrogância dos meandros da Justiça e da sociedade em geral."
-
Este livro, que ainda não li, poderá vir a ser de uma utilidade tremenda ao desmitificar, com humor, as dificeis relações que sempre se estabeleceram entre os cidadãos e a justiça.
Cada vez mais, para a pacificação social, é necessário perceber, para aceitar, as decisões judiciais. É imprescindível que o vencido seja convencido da justeza e bondade da decisão. E, se existir incapacidade, em caso concreto, de convencer pela decisão, que tal seja resultado não da inabilidade do juiz mas da ausência de capacidade de ser convencido por parte do cidadão in causa, cego pela excessiva proximidade dos factos.

5 comentários:

  1. Tem um título sugestivo
    E se poder irei ver
    Se esteve censurado
    Mais me apetece ler!..

    As difícies relações
    Entre a justiça e sociedade
    São muitas vezes pela forma
    Em que se tira a liberdade

    Liberdade que é um valor
    Sem o qual não sei viver
    Privada desse dele, meu Deus
    Que me podia acontecer!...

    Beijo
    Áurea

    ResponderEliminar
  2. Já sei que é mais um livro que vou comprar e pelo que dizes, até com uma leitura interessante e animada que é o que todos estamos a precisar.
    Tenho andado ocupada e não tenho passado por aqui, mas agora, farei as minhas visitinhas habituais aos meus amigos. Um abraço.
    Graça

    ResponderEliminar
  3. Amigo Manuel,

    Tens um Abraço no meu blog.

    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  4. Áurea, muito bem. A liberdade deve ser o maior dos bens e, muitos só se apercebem disso quando a perdem.
    Graça, é sem um prazer "ver-te" por cá.
    Teresa, vou de seguida em busca desse abraço.
    A todas beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Um erro e falta de uma palavra a mais, é muitoooooooooooooo.
    Peço desculpa.
    Onde escrevi difícies quero dizer, difíceis e a palavra, desse, é para retirar.

    Tal como já disse, a liberdade, é também para mim, um GRANDE BEM a preservar...

    Bjo
    Áurea

    ResponderEliminar

Interessante explicação acerca de moral e ética