terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

A vida é simples, nós é que a complicamos

Este é um registo diferente. Ele retrata a melhor filosofia de Schopenhauer, conhecido como o filósofo do pessimismo e a sua teoria baseada no irracionalismo sistemático. Com a actual crise económica, o pessimismo e a desmotivação que se começam a instalar nas pessoas e nos agentes económicos, são inibidores do bom funcionamento do mercado. Sendo, compreensivelmente, um tempo de muitas indefinições, torna-se necessário incutir confiança e optimismo. Não podemos mesmo é complicar. vejam o exemplo caricaturado em anedota.


Sherlock Holmes e Watson vão acampar.

Montam a tenda e, depois de uma boa refeição acabam por adormecer. Algumas horas depois, Holmes acorda e diz para o seu fiel amigo:
— Meu caro Watson, olhe para cima e diga-me o que vê.
Watson responde:
— Vejo milhares e milhares de estrelas.
Holmes, então, pergunta:
— E o que é que isso significa?
Watson pondera por um minuto, depois enumera:
1. Astronomicamente, significa que há milhares e milhares de galáxias e, potencialmente, biliões de planetas.
2. Astrologicamente, observo que Saturno está em Leão e teremos um dia de sorte.
3. Temporalmente, deduzo que são aproximadamente 03 horas e 15minutos pela altura em que se encontra a Estrela Polar.
4. Teologicamente, posso ver que Deus é todo-poderoso e somos pequenos e insignificantes.
5. Meteorologicamente, suspeito que iremos ter um lindo dia. Não lhe parece?
Holmes, estupefacto, diz:
Bolas, caro Watson, não vê simplesmente que nos roubaram a tenda?!!...

Moral da história: "A vida é simples, nós é que a complicamos".

4 comentários:

  1. “Eu penso que o riso acabou – porque a humanidade entristeceu. E entristeceu – por causa da sua imensa civilização. (...) Quanto mais uma sociedade é culta - mais a sua face é triste. (...) O Infeliz está votado ao bocejar infinito. E tem por única consolação que os jornais lhe chamem e que ele se chame a si próprio – O Grande Civilizado.”

    Eça de Queiroz, “A Decadência do riso”, in Notas Contemporâneas,
    Lisboa, Edição “Livros do Brasil”, 2000, pp.165-166.

    ResponderEliminar
  2. O tema da decadência da sociedade do século XIX é tema recorrente também em Eça, e daí advém o interesse em ver como o peso da massificação se reflecte na maioria das suas obras, em observar como o tédio e o pessimismo decadentista, existentes na época, são transmitidos ao leitor de hoje.

    Em "A Cidade e As Serras", Jacinto, personagem que desde o nascimento tem todas as condições para ser feliz, alimenta-se de leituras pessimistas, como podemos observar desde o início do conto “já se vinha repastando de Schopenhauer, do «Ecclesiastes», de outros pessimistas menores, e três, quatro vezes por dia, bocejava, com um bocejo cavo e lento” , afastando-se cada vez mais da natureza e caminhando progressivamente para a negatividade e tédio da vida.

    ResponderEliminar
  3. Ola a todos,
    eu penso que a vida...
    Bueno, lo digo en español que es mas facil para mi o quizas en frances..
    La vida puede ser simple y bonita, pero eso exige mucho mas cuidado y trabajo.

    HACER FACIL ES MAS DIFICIL QUE TODO..
    MIENTRAS QUE HACER DIFICIL ES MENOS EXIGENTE Y RESULTA MAS FACIL HACER...

    " ne dit-on pas que les gens extraordinaires on les trouve justement chez les gens ordinaires"

    Es verdad que la crisis nos trae ahora pesimismo y andamos con mas dificultades...

    TB es preciso conformarnos y amar lo que tenemos para disfrutar simplemente con ese poco que puede ser mucho..

    nb :les aconsejo vean y lean la "Méthode Coué"
    Abrazos

    ResponderEliminar
  4. Ola a todos,
    eu penso que a vida...
    Bueno, lo digo en español que es mas facil para mi o quizas en frances..
    La vida puede ser simple y bonita, pero eso exige mucho mas cuidado y trabajo.

    HACER FACIL ES MAS DIFICIL QUE TODO..
    MIENTRAS QUE HACER DIFICIL ES MENOS EXIGENTE Y RESULTA MAS FACIL HACER...

    " ne dit-on pas que les gens extraordinaires on les trouve justement chez les gens ordinaires"

    Es verdad que la crisis nos trae ahora pesimismo y andamos con mas dificultades...

    TB es preciso conformarnos y amar lo que tenemos para disfrutar simplemente con ese poco que puede ser mucho..

    nb :les aconsejo vean y lean la "Méthode Coué"
    Abrazos

    ResponderEliminar

Interessante explicação acerca de moral e ética