sexta-feira, 14 de outubro de 2011

E esta, hein?

Os cientistas ao tentarem criar vida artificial, partem do pressuposto que a vida deve ser baseada no carbono. E se uma coisa viva puder ser feita a partir de outro elemento?

Um investigador britânico pode ter provado essa teoria, reescrevendo potencialmente o livro da vida. Lee Cronin, da Universidade de Glasgow, criou células vivas a partir do metal, um feito que poucos acreditavam possível.

A descoberta abre a porta à possibilidade de que pode haver formas de vida no universo não baseadas em carbono, reporta a New Scientist.

Ainda mais notável, Cronin deu a entender que as células com base de metal podem replicar-se a si próprias e evoluir. "Estou cem por cento seguro que podemos obter evolução para trabalhar fora da biologia orgânica", disse.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Interessante explicação acerca de moral e ética