terça-feira, 12 de outubro de 2010

Outra matemática


Recebi este interessante raciocínio: O 13º Salário não existe!

O 13º Salário institucionalizado na Europa, não existe nos USA, onde os trabalhadores são pagos "à semana" e não "ao mês".

Como funciona o 13º mês?
Se ganhar 400€ por mês. Multiplicando-se esse salário por doze meses, temos ao fim do ano 4.800€. (400x12 = 4.800)

Em Dezembro, recebe o "Décimo Terceiro Mês". Então fica: 4.800€ (Salário anual)+ 400€ (Décimo Terceiro) = 5.200 € (Salário anual com o 13º mês)

Aparentemente, ofereceram 400€, pelos quais não trabalhou.

Mas não é assim, vejamos:
a) Se o trabalhador recebe 400€ por mês será razoável pensar que recebe 100€ por semana, já que o mês tem, em média, quatro semanas. [400€ (mês) :4 (semanas) = 100€ (Salário semanal)]

Só que, o ano tem 52 semanas. Então:

b) Se multiplicarmos 100 € (Salário semanal) por 52 (número de semanas anuais) o resultado será 5.200€. Isto é, o resultado é o mesmo valor do Salário anual mais o 13º mês.

Explicação:
1. Embora a semana tenha 7 dias e 4 semanas sejam 28 dias, o salário mensal é o mesmo, tenha o mês 28, 30 ou 31 dias, só pagam sempre 4 semanas, ou seja, só pagam 28 dias.

2. No final do ano, o "13º mês" é apenas o que não foi pago durante o ano. É salário vencido e não adicional. Daí que, nos Estados Unidos ou Canadá são pagas as 52 semanas (ano) que é o mesmo que na Europa pagos os 12 meses (ano)+ 13º mês.

4 comentários:

  1. Oi Manuel,

    Adorei a sua visita!!

    Quanto a esta matemática..., rs, nunca havia reparado neste detalhe... Interessante.

    Beijos e boa semana,

    ResponderEliminar
  2. Se virmos as coisas desse ponto de vista então 400€ mês, 100€ semana, 20€ dia. Tendo em conta que sem fins de semana o ano normal tem 260 dias, descontanto em média os feriados nacionais mais 1 concelhio temos 246 dias de trabalho, o que pelas contas dá 4920€ em vez dos 5200€. Se calhar é melhor pedir o 14º mês.

    Mas temos que ter em conta que com ou sem feriados e dependendo da variação dos fins de semana, o salário base é sempre igual. O 13º mês foi introduzido no tempo dos governos comunistas de Vasco Gonçalves a par de entrada desmedida de funcionários públicos que agora, em alguns casos, se atrapalham uns aos outros e só consomem recursos do estado sem retribuirem com produtividade.

    ResponderEliminar
  3. Muito bem. Esmiuçando com a matemática chegamos a resultados que nos surpreendem.
    Quanto ao 13º mês, ele não existe só em Portugal, nem sequer só na Europa, nem se ficou só pelos funcionários públicos. E, também já existe o 14º mês sob a forma de subsídio de férias! É o mês em que não trabalhamos e ainda assim recebemos em dobro.
    Sempre pensei que uma boa prestação de serviços pressupõe funcionários que cheguem, claro que admito que foram aumentando, sempre e cada vez mais, devido às clientelas partidárias, mas também é certo que é deprimente verem-se doentes na urgência à espera de serem atendidos, horas e horas. Outro, noutro serviço qualquer, munir-se de uma senha e aguardar horas. Não é aceitavel numa situação normal o utente de qualquer serviço esperar mais breves minutos,muito menos em situação de urgência.

    ResponderEliminar
  4. Olá Ana Lúcia,
    Sempre bem-vinda com toda essa boa disposição.
    Bjs

    ResponderEliminar

Interessante explicação acerca de moral e ética