quinta-feira, 8 de abril de 2010

Fim dos carteiros!


Na Finlândia está a ser levada a cabo uma verdadeira revolução. Até ao final do ano um conjunto de pessoas e empresas deixará de receber correspondência postal em papel passando esta a ser digitalizada e entregue em formato electrónico. Pretende-se, diz-se, reduzir as emissões de CO2 e diminuir o número de carteiros nas ruas e estradas.

Os utilizadores deste serviço receberão um e-mail ou um SMS assim que a sua correspondência em papel for aberta, digitalizada e enviada em formato digital para uma caixa de correio electrónico segura, ao qual apenas o destinatário tem acesso.

Claro que já levantaram vozes de protesto contra a perda e violação de privacidade: num primeiro momento nos serviços ao abrir a carta e digitalizá-la e, num segundo momento, na caixa de correio electrónico passível de violação.

Poderá ser o início o fim das cartas em papel, mas já há uns anos se profetizava o mesmo para os livros e dos jornais com o advento da sua disponibilização online.

4 comentários:

  1. Pois é...como em tudo na vida, tal questão tem seus prós e contra...em todo caso, provoca reflexões...bom dia, Manuel!

    ResponderEliminar
  2. Caro Manuel Afonso,
    De facto é uma revolução, mas eu já tinha pensado que com a internet, os correios teriam uma baixa grande. Eu que até escrevia cartas em papel, há tempos que não escrevouma!...Poderão não acabar, como os jornais e os livros (um pouco diferentes, basta serem transpotáveis), mas a tendência é para uma grande queda!...
    Um abraço,
    Manuela

    ResponderEliminar
  3. Parece mentira, mas provavelmente será esse o futuro dos correios. No entanto, acho que estas novidades ainda darão muito que falar e pensar. Não creio que venham a substituir o anterior serviço, pelo menos na totalidade.

    O tema é muito interessante. Obrigada pela informação.

    Um abraço :)

    ResponderEliminar
  4. Efectivamente sempre vão tomando medidas
    que elimina os postos de trabalho de muitos
    homens e mulheres, pouco se preocupando com
    a sobrevivência dos mesmos.Até quando?Não sei.
    Em relação à perda de privacidade ela também
    está acontecendo e se instalando grualmente
    em diversas situações.
    Saudações
    Irene Alves

    ResponderEliminar

Interessante explicação acerca de moral e ética