domingo, 12 de junho de 2016

terça-feira, 5 de abril de 2016

Exmo. Senhor Conservador
Eu, Maria José Pau, gostaria de saber da possibilidade de se abolir o sobrenome pau do meu nome, já que a presença do Pau me tem deixado embaraçada em várias situações. Desde já agradeço a atenção despendida.


Peço deferimento,

Maria José Pau.


Em resposta, recebeu a seguinte mensagem:


Cara Senhora Pau:
Sobre a sua solicitação da remoção do Pau, gostaríamos de lhe dizer que a nova legislação permite a remoção do Pau, mas o processo é complicado e moroso.
Se o Pau tiver sido adquirido após o casamento, a remoção é mais fácil, pois, afinal de contas, ninguém é obrigado a usar o Pau do cônjuge se não quiser. Se o Pau for do seu pai, torna-se mais difícil, pois o Pau a que nos referimos é de família e tem sido utilizado há várias gerações. Se a senhora tiver irmãos ou irmãs, a remoção do Pau torná-la-ia diferente do resto da família.
Outro senão está no facto do seu nome conter apenas nomes próprios, e poderá ficar esquisito, caso não haja nada para colocar no lugar do Pau. Isto sem
mencionar que as pessoas  estranharão muito ao saber que a senhora não possui mais o Pau do seu marido.
Uma opção viável seria a troca da ordem dos nomes.

Se a senhora colocar o Pau na frente da Maria e atrás do José, o Pau pode ser escondido, pois  poderia assinar o seu nome como 'Maria P. José'. A nossa opinião é a de que o preconceito contra este nome já acabou há muito tempo e visto que a senhora já usou o Pau do seu marido por tanto tempo, não  custa nada usá-lo um pouco mais.
Eu mesmo possuo Pau, sempre o usei e muito poucas vezes o Pau me causou embaraços.

Atenciosamente,

Bernardo Romeu Pau Grosso
Registo Civil de Beja

domingo, 27 de março de 2016

 As seis obras mais emblemáticas da pintora Maria Helena Vieira da Silva que ainda se encontram no museu lisboeta que leva o seu nome não vão ser vendidas em leilão. Os herdeiros do banqueiro Jorge de Brito, um dos maiores colecionadores de arte em Portugal, e proprietários dos quadros concordam em aceitar terrenos do Estado em troca dos 6 milhões de euros que custariam os trabalhos da pintora.

sábado, 26 de março de 2016

Em Cuba, mais de meio milhão de pessoas assistiram a este 
concerto histórico.
O vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger, disse na sexta-feira que
 "os tempos estão a mudar".


sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Interessante explicação acerca de moral e ética